OIKOS (Rio de Janeiro), Vol. 20, No 1 (2021)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

O Estado na China

Isabela Nogueira

Resumo


Este ensaio explora as várias funções que o Estado ocupou e continua ocupando na trajetória de desenvolvimento recente da China, desde o Estado planejador e regulador até o Estado investidor, empreendedor e vigilante. Como pôde a China se desenvolver tão rápido e escapar das armadilhas que caracterizam o subdesenvolvimento de outros grandes países, seja Brasil, Índia, África do Sul ou Rússia? Como o país erradicou a pobreza extrema em 2020 e, ao mesmo tempo, desafiou tecnologicamente os EUA, a Europa e o Japão em vários segmentos de fronteira, desde o 5G e inteligência artificial passando pelas energias renováveis e pelos trens de alta velocidade? O ensaio faz uma breve retomada histórica das estratégias de desenvolvimento dos últimos 40 anos e explora como o país rompeu com a heterogeneidade estrutural, baniu com qualquer possibilidade de se tornar uma economia dependente ou de enclave, e subiu efetivamente nas cadeias globais de valor, representando o principal desafio econômico e estratégico aos Estados Unidos.

Texto Completo: PDF

Apoio